sábado, 21 de agosto de 2010

A Surpresa

Que tal nos parece aquele que a pouco dizia não ter criatividade.
Se torna o Virgílio de nossas prosopopéias.
Vindo de singela vila ao sul sempre procura agradar aos que o cercam.
Mas olhem que vem logo com o pífano aos lábios a cantar e a proferir versos doces.
Versos que alimentam a alma de um poeta, e os ouvidos dos atentos.
Que tal poeta amigo meu, sedes bem vindo ao meu mundo...
Aquele em que vivemos a poesia representando-a com seus personagens
Em palcos gregos ou diria eu em palcos italianos..