sábado, 4 de dezembro de 2010

Quando quero escrever

Quando quero escrever
Não me vêm ideias boas
Elas só vem até mim
Quando não as quero
Ou quando não espero
Mas sempre chegam
Procuro escorrê-las nas páginas
Colocando-as no papel limpo
Ou no PDA sempre a mão
Em casa ou na empresa
Na mesa ou no banheiro
Sempre que surgem
Porém procuro de quem vêm
Qual musa as enviou
Temo que tenhamos poucas palavras
E que não lembramos a maioria
Tento escrever então.
Simplesmente sem pensar muito.
Buscando em min'alma
O conteúdo oculto pelas amarguras
As vezes nada encontro
Pois ela está vazia como hoje.
Em que escrevo estas linhas com amargura no coração.
Nada mais tenho a dizer.