quinta-feira, 9 de junho de 2011

Desabafo

Tento parecer forte.
Crio várias máscaras.
Para esconder a tristeza.
Que habita em mim.
A melancolia de minha vida.
É profunda como o abismo no oceano.

Tento ser alegre sem sorte.
E fazer sorrir as pessoas.
Para esconder a tristeza.
Que habita em mim.
Esta energia transformo em risada.
E da Palhaçada faço meu plano.

Busco engrandecer minh'alma este é meu norte.
Mudo minhas atitudes para mudar as idéias.
Para esconder a tristeza.
Que habita em mim.
Nesta vida em que toda alegria é carcomida.
Tento não fazer disto um engano.


Nas viscicitudes da vida busco suporte.
Lembro que apenas alegria da vida levas.
Mudo a atitude com esperteza.
E coloco alegria Dentro de mim.
E faço da vida uma aventura errante e corrida 
E faço rir não só a quem AMO.